quarta-feira, 26 de janeiro de 2011


O estudante de pós-graduação, da City University of New York, o mexicano Marco Castro Cosio teve uma idéia: que tal ajardinar o teto dos ônibus?
Ele pensou; se a frota de 4500 ônibus, usarem os tetos dos veículos como espaços verdes, a cidade ganharia quase 15 hectares de novos jardins.
Nova York possui uma concentração humana de 10.200 habitantes por km², a diminuição do aquecimento, na cidade, seria um dos benefícios, sendo que averia absorção de CO² e um melhor gerenciamento das águas das chuvas, já a camada do solo agiria como uma verdadeira esponja, retendo e liberando-as, lentamente.

Para que serve a análise do solo.

Através da análise do solo, o paisagista vai saber como está sua fertilidade e obter indicações corretas sobre o tipo e a quantidade de calcário e adubos a serem aplicados.
Ainda é rara essa prática entre a maioria dos paisagistas e empresas que implantam áreas verdes. Tenho observado que, na maioria dos casos, os profissionais se contentam "jogando" um pouco de NPK 10-10-10 e 4-14-8, pensando que, desse modo, estão adubando corretamente as plantas existentes ou, aquelas que irão ser plantadas.