quinta-feira, 22 de outubro de 2020

quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Cacto-estrela

 Cacto-estrela (estapelia hirsuta)ūüĆĶūüĆĶūüĆĶ

A propaga√ß√£o ou multiplica√ß√£o na foto foi feita por divis√£o de touceiras, poderia tamb√©m optar por estacas das hastes (neste caso , dariam 4 mudas com uma haste cada)ūüėČ

O substrato que usei para plantio foi:

Terra vegetal + perlita + adubo para cactos e suculentas em pó + chips de casca de bananeira (eu tinha esse material sobrando e decidi usar para manter a umidade por mais tempo no vaso de barro que não estava impermeabilizado).

Importante dizer que manter a umidade √© diferente de manter encharcado o local de plantio. Para esse tipo de cacto, um substrato mais aerado, adubado e √ļmido, ele se propaga com mais facilidade. 

Tenho h√° 10 anos essa esp√©cie e a cada ano sempre fa√ßo novas mudas...ūüĆĶūüĆĶūüĆĶūüėČ





segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Como regar Kokedama

Como você rega o seu kokedama?
Deixo aqui abaixo algumas maneiras para facilitar o seu dia-a-dia.
Escolha a forma que melhor se adapte ao seu estilo de vida. 
Uma sugestão: quando precisar viajar, prefira a rega por imersão, ela vai te ajudar a ter mais tempo de espaçamento entre uma rega e outra.




 

 

domingo, 18 de outubro de 2020

Musgo esfagno

Você conhece o musgo esfagno?
Eu uso como vaso natural para os meus kokedamas. 
Ele funciona como suporte para o substrato n√£o desprender da raiz quando estiver √ļmido. 
Existem diferentes formas de us√°-lo, tem o esfagno desidratado na cor palha, o semi-desidratado com verde como na foto e o natural (neste caso ele ser√° plantado na parte externa da bola do substrato. 
J√° experimentou em fazer o seu?


 

sexta-feira, 9 de outubro de 2020

Ipê Rosa

 Estava andando na rua essa semana e tirei essa foto ↘️ūüĆ≥ūüĆ≥ūüĆ≥ūüĆ≥ūüĆ≥

Ipê Rosa (handroanthus impetiginosus)

Bel√≠ssima e nativa de √°rvores brasileiras. 

Seu uso √© favorecido em arboriza√ß√£o urbana, paisagismo e reflorestamento. 

Alguns fatores e termos t√©cnicos ⤵️

♡ūüĆ≥ Certa esta√ß√£o do ano ela perde as suas folhas por isso √© chamada de DEC√ćDUA.

♡ūüĆ≥ Esp√©cie secund√°ria na sucess√£o da floresta ou seja, em uma forma natural de recupera√ß√£o florestal, primeiro nascem outras plantas e √°rvores de menor porte e posteriormente ela nasce com a ajuda de sementes trazidas por p√°ssaros ou outros animais e a sombra das vegeta√ß√Ķes prim√°rias, por esse aspecto ela √© chamada de SECUND√ĀRIA TARDIA.

♡ūüĆ≥ Por precisar e ser tolerante √† sombra quando nova, ela recebe o nome de SEMI-HELI√ďFILA

♡ūüĆ≥ Por precisar de luz e ser exigente ao sol pleno para o seu desenvolvimento quando adulta √© chamada de HELI√ďFILA. 

Neste sol primavera-ver√£o do Rio, voc√™ tamb√©m anda procurando uma sombra para chamar de sua? ūüėČ



terça-feira, 6 de outubro de 2020

Cultura Paisagística

Você já entendia sobre a Cultura Paisagística da sua cidade?

Alguns conceitos.....

Paisagem Cultural - significa dirigir o olhar para representa√ß√Ķes que configuram uma identidade da regi√£o para seus habitantes, e que remetem √† paisagem, √†s edifica√ß√Ķes e objetos, fazeres e saberes, √†s cren√ßas, h√°bitos e etc (Fonseca, 2001, p.113).

O que são Espaços Paisagísticos?

• Jardins;

• Pra√ßas;

• Parques;

• Passeios;

• P√°tios;

• Largos;

• Cemit√©rios;

• Bordas d'√°gua;

• dentre outros.

No Rio de Janeiro a Paisagem Cultural Carioca, esse sistema de Espaços Paisagísticos que caracterizam a borda d'água da cidade, são frutos da noção ativa dos Paisagistas, como produtos da história do campo social e das suas trajetórias individuais em relação com a sociedade e o meio (Ferreira ; Nobrega, 2019).




domingo, 4 de outubro de 2020

Dia do Paisagista

 Me lembro:

Aos 10 anos do meu Av√ī cultivando a sua horta, pomar e galinhas. Como eu adorava passar horas vendo-o cortar a cana de a√ß√ļcar para a alegria da crian√ßada e retirar do ch√£o o aipim e a batata doce para o caf√© da tarde, combinados com a broa de milho. Ele retirava verduras fresquinhas quando cheg√°vamos l√° para almo√ßar. A entrada da pequena casa de telhas com varanda na frente era ladeada de margaridas, na √°rea dos fundos um fog√£o a lenha com uma chaleira de caf√© com o suporte do coador de pano acima e sempre quentinha.

Aos 16 anos o meu Pai indo fazer a minha matr√≠cula no antigo 2 grau (hoje ensino m√©dio) e ele me falava, seja professora. E eu questionadora t√≠pico da idade, prefiro fazer Contabilidade e ele aceitou e fez a minha matr√≠cula. 

Comecei a estagiar fazendo auditoria aos 17 anos e da√≠ inicia a saga. Aos 18 anos o primeiro emprego e depois passei pela tesouraria, contas a pagar e contas a receber, era analista financeiro. 

Com diversas mudan√ßas na vida e de cidades, decidi mudar de profiss√£o e foi morando em Itaipava que tudo teve in√≠cio.  

Quando voltei a morar no Rio, iniciei em 2003 a faculdade de Paisagismo na UFRJ, ainda trabalhando no Financeiro e a partir daí, escrevi uma nova história de vida, agora pautada por uma visão futurista de ter mais tempo e me dedicar aos meus interesses profissionais e pessoais. Uma intensa jornada dupla profissional até finalmente optar por uma.

A vida √© um eterno recome√ßo e a cada dia me descubro dentro da profiss√£o e s√£o infinitas possibilidades que d√£o prazer nesta √°rea e sigo fazendo experimenta√ß√Ķes e n√£o penso em parar, quero seguir a cada dia desdobrando mais uma p√°gina deste caminho que iniciei e que os meus passos possam alcan√ßar. 

#paisagista 


quinta-feira, 1 de outubro de 2020

Bertalha - hortaliça não convencional

Hortaliça não convencional rica em Zinco, Manganês, Vitamina C e B2.
Na foto a Bertalha ou espinafre tropical está em fase de germinação natural.
Essa propaga√ß√£o em semente ocorreu de forma espont√Ęnea ap√≥s a matura√ß√£o do fruto vermelho cair no solo. Observe que a germina√ß√£o se deu ainda com a polpa do fruto junto √† semente, esse processo foi facilitado devido √†s chuvas da semana passada. 
Por√©m, de acordo com estudos do pesquisador abaixo, a maior parte das gemina√ß√Ķes acontecem com as sementes sem polpa ou seja, semente na fase seca.
Observe a morfologia, estrutura desta plantinha: a pl√Ęntula (parte clorofilada) em desenvolvimento, a semente com polpa ainda em decomposi√ß√£o e o sistema radicular saud√°vel. ūüėČ
Tobelem, 2018 ( UFRRJ)